Os 6 Erros Mais Comuns no CFTV

JoaoH | 26 de novembro de 2018 | 0 | Problema

Você sabe quais são os principais erros em instalações de CFTV? O que de fato configura um erro em uma instalação de CFTV é não atingir o objetivo que o seu cliente almeja.

A internet chegou para democratizar a informação mas como toda ação tem uma reação a internet acabou também levando muitos aventureiros a executar serviços que não são brincadeira como CFTV.

Nada contra os autodidatas e pessoas que correm atrás das oportunidades que aparecem aliás é por isso que vamos conhecer agora quais os principais erros que ocorrem no CFTV.

1° Resolução inadequada das câmeras de CFTV

Não adequar a resolução das câmeras ao objetivo do cliente é um dos principais erros no sistema de CFTV.

Em uma instalação comercial por exemplo o principal objetivo é prevenir perdas como ocorre em furtos ou roubos, para que esse objetivo seja alcançado é de fundamental importância que as câmeras de segurança tenha uma boa resolução. Tanto para um monitoramento efetivo como para possíveis identificações de suspeitos.

Já em instalações industriais um dos principais objetivos além de evitar furtos é a operação correta de máquinas e equipamentos e cumprimento de padrões e procedimentos indústrias.

Em ambos os casos além da resolução o ângulo de abertura e posicionamento das câmeras também é importante para evitar erros no CFTV.

2° Tempo de armazenagem das imagens de CFTV

Outro erro comum no CFTV é o tempo de armazenagem das imagens não atenderem às necessidades do cliente. Em uma sistema de CFTV convencional a imagem das câmeras é enviada para um gerenciador de imagem, aonde este faz a gravação em uma unidade específica para isso, geralmente um HD.

Assim que a quantidade de imagens gravadas ultrapassar a capacidade de armazenagem do HD o DVR começará a gravar a imagens sobre as mais antigas. Ou seja um HD que tem a capacidade de gravação de 7 dias não contará com imagens retroativas a este período.  

O primeiro passo para evitar o erro no CFTV relacionado ao tempo de gravação inadequado é saber qual período de tempo o cliente necessita.

O passo seguinte é mensurar a capacidade de gravação do HD, e para isso precisamos levar algumas informações em conta;

  • Quantidade de Câmeras no CFTV
  • Resolução das câmeras
  • Frame rate de gravação
  • Movimentação nos ambientes monitorados
  • Optar ou não por gravação por movimento
  • Compactação da imagem

Após levar todos os fatores em consideração, podemos definir qual capacidade do HD e quantidade de tempo de gravação do CFTV.

3° Falta de Organização na Infraestrutura é um grave erro no CFTV

Só quem já passou sabe como é pegar um cabeamento todo bagunçado, muitas vezes o trabalho para entender o que é o que, demora mais que a manutenção em si. Um erro dos mais graves no CFTV é deixar de estruturar cabeamento para economizar alguns minutos.

Futuramente ou até mesmo no decorrer da instalação de CFTV isso causa uma dificuldade imensa na hora de localizar algum problema.

Outro erro no CFTV vindo da falta de organização é o descuido com os conectores deixando-os em locais inadequados ou mal conectados.

Interferência no CFTV tem origem na maioria das vezes na má construção da infraestrutura.

4° Livre acesso ao DVR é um erro no CFTV

O coração do CFTV não pode ficar de jeito nenhum desprotegido afinal basta que o alguém o desligue ou pior, roube-o para acabar com o sistema de CFTV.

O outro extremo também ainda é muito comum, deixar o DVR em local de difícil acesso como uma laje não é uma boa ideia e também configura um erro no CFTV.

Um DVR em cima da laje além de dificultar qualquer manutenção e configuração também está muito exposto a poeira que pode danificar o equipamento eletrônico. O ideal é colocá lo junto aos equipamento de TI em uma sala restrita ou em um rack para CFTV.

5° Cabos de baixa qualidade podem comprometer o CFTV

Os cabos são por onde as imagens trafegam, quanto maior for a qualidade da imagem pretendida além de câmeras com boa resolução a qualidade do cabeamento também é imprescindível.  

Cabos com maior porcentagem de cobre tem uma menor perda de qualidade de imagem entre a câmera e o DVR.

No caso de cabo coaxial quanto maior a porcentagem da densidade de malha externa mais protegido o sinal se CFTV estará contra interferência eletromagnética.

É extremamente recomendado nunca fazer emendas em cabos de CFTV mesmo que estas sejam soldadas. Fazer emendas no cabeamento de CFTV é o mesmo que pedir para ter interferência em suas imagens.

6° Acabou a energia acabou a segurança?

A maioria dos sistemas de CFTV não contam com um Nobreak, ou seja estão completamente vulneráveis a faltas de energia seja elas ocasionais ou propositais.

O beneficiário do sistema de CFTV muitas vezes não é alertado sobre os riscos de não contar com um Nobreak. Em um projeto sério de CFTV o Nobreak corresponde por algo em torno de 20% do valor total do CFTV.

Economizar não incluindo um nobreak no projeto é um tremendo erro no CFTV que pode sair muito caro.

Existem muitas outras variáveis em um sistema de CFTV além das que vimos, o que podemos perceber é que muitos dos erros em sistemas de CFTV ou são por inexperiência, pressa ou descomprometimento com o trabalho.

O importante e sempre nos atualizarmos e seguirmos em frente buscando nos aperfeiçoar na função que desempenhamos.

E você já se deparou com algum erro em sistemas de CFTV que te deixou de cabelo em pé? Deixe seu comentário.

Protecseg Sistemas, sua segurança nosso compromisso.  

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá tem alguma sugestão de conteúdo? alguma duvida em que podemos lhe ajudar?

Entre em contato agora e nos diga como podemos ser melhores. Clique aqui e nos mande um Whatsapp